30
maio

5 fatores para administrar seu negócio na crise

Ainda que se fale e se propague a necessidade e a importância dos planejamentos, uma gama de empreendedores e empresários insiste em viver para pagar as contas do dia anterior.

Como estão teus clientes?

Estão satisfeitos com teus produtos/serviços ou você está comercializando com alguém que compra por falta de opção? Você não sabe qual a expectativa dele? Será que você é a primeira opção do seu cliente?

Um dos princípios de qualquer negócio são as vendas, e vendas só ocorrem com clientes. Então, a partir daí, entende-se que o foco de qualquer negócio deve ser o cliente, certo? Mas nem todo empresário dá a atenção adequada.

5 pontos fundamentais para a estabilidade do seu negócio visando vendas

Gestão de custos

Cuidado com aqueles custos que não geram valor. Se você tem gastos que não revertem em valor, isso pode estar aumentando o preço do seu produto/serviço ou mesmo deixando a margem de lucro menor. Desta forma, o valor não está ajustado com o preço do produto e pode causar uma distorção em relação a concorrência, confundindo o cliente em relação ao real valor da sua compra;

Venda e atendimento ao cliente

Preste atenção em como você comunica seu produto/serviço. A forma como é passada a utilidade, características e valor do produto/serviço ao cliente é a formatação de um relacionamento que deve gerar produtividade e lucro. O investimento em pessoal de vendas (mesmo que seja você que faça a venda) é fundamental e de alto retorno;

Gestão de estoque

É preciso administrar o estoque para que tenha o que o cliente deseja e ao mesmo tempo não haja desperdício. Um cliente que fica insatisfeito com seu produto/serviço afeta diretamente a imagem da empresa, transmitindo a informação a outros clientes. Se alguma etapa do processo de venda não puder ser cumprida, aproveite-se das parcerias para buscar insumos, produtos, serviços em geral visando a satisfação do cliente;

Gestão de sortimento

Devemos ter variedade suficiente para entregar na forma e tempo de cativar o cliente. Sortimento não significa ter tudo o que o mercado abrange no seu segmento, mas ter a sensibilidade de acrescer de um ou dois produtos ou serviços que poderão garantir a satisfação do cliente! O contrário também é verdadeiro, uma grande variedade pode causar desperdício e/ou desvalorização de produtos, especialmente se os custos não forem observados;

Estratégias como base

Estratégias são fundamentais para qualquer negócio que tenha expectativas de crescimento. Planejamento é básico para qualquer organização comercial, isso vai ajudar você a visualizar sua produtividade, seus riscos e a possibilidade de alcançar suas metas. Colocar em prática o planejamento e saber executá-lo com certeza faz a diferença!

Estas são algumas dicas de organização básica que visam a rentabilidade da sua empresa com foco nas vendas.

Comenta com a gente o que achou e da tua opinião ou coloque suas dúvidas nos comentários.

Forte abraço!

Patricia Sandes é Coach de Educação Financeira para Empreendedoras e Consultora de Empresas e Pequenos Negócios

 

Fonte: Gestão do Varejo vol. 3; E-BOOK Sindilojas, Nucleo de Pesquisa, 2017
https://exame.abril.com.br/pme/4-dicas-rapidas-para-sua-empresa-vender-mais/
https://www.agendor.com.br/blog/dicas-como-aumentar-vendas-de-uma-empresa/

Tags: