27
jan

Cartões de Crédito: como usar com sabedoria

Olá minha amiga! E aí, como vai sua bolsa? Sim, a bolsa mesmo. Aquela sacola grande e pesada onde jogamos um monte de coisas que não veremos ao longo do dia, mas … vai que acontece alguma emergência, né? Mas olha só! Posso dizer, sem ao menos conhecer a sua bolsa, que poderia tirar a metade do que tem e mesmo assim não passaria por nenhum “aperto” ao longo do dia. Posso até dizer que não tem nenhuma nota de dinheiro ali, mas tem alguns cartões de crédito. Será que acertei ?

(Imagem / Pinterest)

“Vou ou não vou me empenhar em fazer o que for necessário

para obter meu sucesso financeiro?”

 

 

Queria te falar um pouco sobre os cartões de crédito e débito. É importante saber:

– É um retângulo de plástico

– É um produto oferecido pelo banco ou por uma operadora de crédito

– Só terá valor de compra se houver sua autorização prévia

– Tem a intenção de facilitar nossas compras

Ok! Entendemos então que cartões de crédito/débito não são uma forma de inteligência alienígena que nos induz a uma série de aquisições com as maiores armadilhas de crédito. De fato, um pedaço de plástico não vai fazer diferença na bolsa. O que faz a diferença é a forma como agimos (motivadas pelas nossas emoções) e como reagimos (também motivadas pelas emoções). Precisamos entender que as coisas acontecem por ações, e daí vêm as reações.

Segundo dados do SPC Brasil, uma dívida de cartão de crédito pode ficar até 60% mais cara em um ano. Como ficamos quando entramos em dívidas que não conseguimos pagar seja por uma situação inesperada como a perda de um emprego ou por falta de organização? E aqui falamos de organização na sua vida financeira, partindo do princípio que temos que saber e entender como se processam nossas entradas e saídas financeiras. Se administrarmos com equilíbrio essas questões, tudo fica mais fácil.

Usando os cartões com sabedoria 

– Somente quando for mesmo necessário

– Procurar usar o débito ao invés do crédito

– Fazer compras no período mais vantajoso, quando a operadora fecha a fatura aí terá um prazo maior para pagamento

– Sempre pagar o valor integral da fatura

É minha amiga, é possível uma convivência amigável com nossos cartões de crédito. O que importa mesmo é ter foco nos seus objetivos! Fazer de tudo para que o caminho até eles se tornem  o melhor possível.

E aqui vai a pergunta de um milhão de dólares:

Vou ou não vou me empenhar em fazer o que for necessário para obter meu sucesso financeiro?

Deixa seu recadinho ou dúvida que a gente se comunica. Estou á disposição pra te ajudar!

Grande abraço!

Patricia Sandes é Coach de Educação Financeira para Empreendedoras e Consultora de Empresas e Pequenos Negócios 

Leia também:

Vamos Aprender a Definir Nossas Metas?

Você Está em que Lado Da Linha da Vida, Abaixo ou Acima?

Um Ano de Grandes Expectativas e Também Desafios!

Fonte:

KIYOSAKI, Kim. Mulher Rica. Ed. Elsevier, 2006

https://financasfemininas.uol.com.br/cartao-de-credito-como-parar-de-usar-e-mais-facil-do-que-parece

https://financasfemininas.uol.com.br/7-otimos-motivos-para-nao-emprestar-o-cartao-de-credito

http://www.coachfinanceiro.com/portal/cartao-de-credito-e-bom-ou-ruim/