04
mar

Como usar a concorrência a favor do seu negócio

Quando há concorrência, aumenta consecutivamente a criatividade e o anseio por superação.

A palavra concorrência no mundo dos negócios ainda assusta muito empreendedor. Em algum momento você observou os possíveis concorrentes do seu nicho, certo? Porque devemos usar a concorrência a favor do crescimento da empresa e como torná-la uma fonte de criatividade.

É muito importante atentar-se que a concorrência precisa existir em qualquer segmento, e a partir dela, é que o mercado irá se expandir, além do interesse pelo tipo de produto e serviço. Quanto menos concorrência, melhor? Pelo contrário! Quanto mais concorrência, maior é a oportunidade.

Porém, resta a pergunta principal desse artigo: como tornar a concorrência uma grande aliada da sua empresa. Veja a seguir algumas dicas:

Maior atenção às melhorias necessárias

Ao observar os pontos fortes do concorrente, seja na estrutura ou serviços, o empresário mantém suas “lanternas atentas”. Quando há concorrência, aumenta consecutivamente a criatividade e o anseio por superação.

Grandes empresas, como o Google, Amazon, Buscapé e muitas outras, acreditam que sempre podem oferecer um melhor produto ou serviço. A concorrência abre os olhos do empreendedor para novas oportunidades e uma visão crítica sobre o que precisa melhorar na própria empresa.

Criatividade e insights podem surgir

Quando o empresário consegue se posicionar exatamente sob a ótica do cliente, o que ele gosta, prefere e costuma se atentar na hora das compras, consegue driblar a concorrência. Esse é um dos grandes segredos.

Nenhum concorrente oferece um produto ou serviço perfeito, lembre-se! Além disso, busque diferenciar-se da concorrência com sutilezas. Por que sutilezas? Será exatamente essas pequenas diferenças que o nosso cérebro ira notar.

O público fiel a um determinado produto é um seguidor e cria expectativa. Existem alguns padrões que devemos seguir, inclusive repetir da concorrência. Sutilezas no atendimento, design do site, estrutura física criativa ou que transmita uma mensagem  que seja relevante para o seu público-alvo, podem fazer a diferença na decisão da compra.

Mais concorrentes é sinônimo de mais clientes

Se existem várias empresas que prestam o mesmo serviço, isso é um sinal de que o público busca por essa oferta no mercado. Esse é mais um lado positivo da concorrência: a expansão e novas oportunidades no mercado.

O senso comum faz você pensar que a situação perfeita seria estar num cenário em que é o único a oferecer essa oferta, assim atrairia toda a clientela para sua empresa. Porém, na prática ocorre completamente o contrário, na maioria dos casos. Quanto mais escasso é o mercado, menor é a clientela interessada no produto ou serviço.

Portanto, quanto mais concorrentes sua empresa tiver, mire nas oportunidades e use todo o seu potencial criativo e competitivo-positivo para fazer a diferença.

O que é competitividade positiva e como aplicar no seu negócio?

Há outro tipo de concorrência que pode ser até mais “feroz” que a existente no mercado entre as empresas: a competitividade entre os colaboradores.

A competitividade tem duas faces: a positiva e a negativa. É importante focar na competitividade positiva para prosperidade do negócio e harmonia entre os colaboradores.

A competitividade positiva é um conceito (que também pode ser usada para as empresas), desenvolvido pelo prof. Renato Grinberg, que se baseia na premissa que a competição, na sua essência, tem que ser com você mesmo. O objetivo é a busca da excelência em tudo que se propõe a fazer.

A sua empresa pode criar uma atmosfera de competitividade positiva também nas estratégias internas, o que vai garantir excelentes resultados externos frente à concorrência.

Lembre-se, você empresária, é o mastro dessa orquestra. Empresa e colaboradores devem caminhar numa mesma direção e obter propósitos claros.

Dicas para tornar a sua equipe mais competitiva e performática

  • Reconheça colaboradores individualmente e mostre para a equipe como todos podem se beneficiar com a mesma iniciativa;
  • Implante a cooperação e propicie espaços em que um possa aprender com o outro;
  • A competição deve ser a favor dos resultados finais da empresa, não com foco em resultados individuais;
  • Recompense os colaboradores pela conquista da equipe e também individualmente àqueles que se destacaram;
  • É importante que os indivíduos com bom desempenho sejam incentivados a superar as próprias metas, no lugar de superar os membros da equipe.

Maior parâmetro para preços e serviços

A concorrência ajuda muito na hora de elaborar a tabela de preços e serviços. Existe um mercado para se espelhar. O mesmo não ocorre quando se trata de um segmento muito fechado. Os preços serão relativamente tabelados conforme o nicho.  A prestação de serviço pode ser observada, mas nessa tarefa aconselho obter um diferencial competitivo.

O cuidado ao tornar o preço um diferencial competitivo, o que não vai agregar valor comercial ao seu produto, tampouco aumentar as suas vendas.

A criatividade e excelente atendimento, focados no seu público-alvo, colocam a sua empresa à frente da concorrência. Sabemos que por trás disso existem vários pilares, como: treinamento da equipe, planejamento estratégico eficiente e planejamento de marketing muito bem segmentado.

Vantagens indiscutíveis sobre a concorrência acirrada:

  1. Sair da zona de conforto: o empresário será obrigado a se destacar, pensar em estratégias e a exercer sua criatividade;
  2. Autocrítica: usar a concorrência como parâmetro contribui para que o empresário tenha senso crítico sobre a gestão do negócio no geral: processo de vendas, marketing e estrutura;
  3. Por dentro das tendências de mercado: empresas a cada dia mais enxergam a competitividade como parceria, crescimento e trabalhos colaborativos;
  4. Quanto maior o mercado e a concorrência, maiores são suas chances de lucros e sucesso;
  5. A competitividade inspira o empresário a produzir mais e melhor;
  6. Maior foco no cliente e no seu comportamento na hora das compras faz a diferença entre as empresas que se destacam.

Colaboração de Adriano Nodari Fundador e consultor sênior da Nodari Consultoria desde 2005. Especialista em Planejamento Financeiro e Gestão Estratégica de Negócio. MBA em Finanças pelo IBMEC, Pós Graduando em Marketing pela USP, Engenheiro de Produção Mecânica pela FEI, Personal & Professional Coach pela SBC, Consultor em Gestão de Conflitos  na metodologia SDI certificado pela Personal Strenghts, Balanced Scorecard  Gestão por Competência pela FGV, Consultoria Empresarial pela FIA

Leia também:

Como contornar os erros e fidelizar clientes

7 inspirações de empresas inovadoras que não param de crescer

6 lições sobre como ser uma empresa competitiva

3 motivos pelos quais sua estratégia de Formação de Preço está falindo

6 dicas para impulsionar o atendimento ao cliente sem grandes custos

5 razões para treinar equipes e garantir resultados