01
out

Planejamento das férias para funcionários: como fazer

Uma das etapas na empresa que requer organização e pode impactar nos resultados é o planejamento das férias para funcionários. É Importante antecipar datas e elaborar cronogramas em períodos adequados – com demanda razoável de trabalho – e tentar o máximo possível não gerar sobrecargas.

Aqui vamos apontar algumas sugestões de como criar um cronograma de férias para funcionários e o que deve considerar para que a empresa não seja prejudicada. Acompanhe:

Esteja atento à legislação trabalhista

Para organizar o planejamento das férias para funcionários o primeiro passo é estar a par da legislação trabalhista e algumas normas, como valores pagos, tempo de aquisição e concessão das férias.

O não cumprimento dentro do prazo gera penalidades ao empregador, como o pagamento em dobrado das férias mais as férias vencidas que são os dias que o trabalhador tem direito e ainda não foi usufruído.

É um direito do colaborador receber o pagamento salarial correspondente as férias pelo menos dois dias antes do recesso. O valor bruto recebe o acréscimo de 1/3 do salário de acordo com a legislação trabalhista brasileira.

Períodos de maior movimentação requer equipe completa

Dependendo do ramo de atuação da sua empresa é possível que em determinadas épocas tenha uma demanda maior de serviços e irá necessitar da equipe completa.

O planejamento de férias para funcionários deve também coincidir com as necessidades da empresa e períodos em que o colaborador deseja aproveitar o descanso ou mesmo fazer uma viagem com a família, como durante as férias escolares.

O ideal é que as férias sejam negociadas com antecedência e levando em conta as necessidades da empresa e do colaborador. Evite chegar ao prazo para só assim decidir e tenha uma programação estruturada junto ao funcionário.

Crie um cronograma de férias para funcionários

No planejamento de férias para funcionários aponte quais são os períodos críticos em que a ausência do colaborador afetaria os resultados da empresa.

Toda a equipe precisa estar ciente desses critérios e de comum acordo. Outro ponto importante é considerar exceções. Funcionários com filhos e que desejam tirar férias em período escolar devem informar previamente no ato da contratação.

Inclua no planejamento as despesas geradas pelas férias

As férias devem fazer parte do planejamento financeiro da empresa e isso vale também para pequenos negócios. O cronograma de férias para funcionários ajuda no preparo prévio das despesas que virão, como adiantamentos, abonos trabalhistas e salários.

É preciso acrescentar como parte das despesas a necessidade da contratação de funcionários temporários ou mesmo a possibilidade de comprar parte das férias do colaborador se a conduta for de acordo com as políticas da empresa.

Vai precisar ou não de colaboradores extras?

Pode ser surpreendido com uma demanda maior de serviços e a equipe não dê conta de assumir. Nesse caso, a contratação temporária ajuda a colocar em dia as atividades e não gerar sobrecarga.

Se o cronograma de férias estiver bem alinhado com os “períodos críticos” dificilmente a empresa terá esse problema. Vai precisar somente redistribuir as atividades com os colaboradores presentes e prepará-los previamente.

Evite acumular férias dos funcionários

Seguir o planejamento de férias para funcionários é de suma importância para evitar acúmulos e futuros problemas. “O planejamento ajuda a estruturar a demanda de atividades, seguir de acordo com o fluxo financeiro da empresa e a evitar problemas com a fiscalização trabalhista.

Lembrando que a aquisição de férias é algo que a empresa deve organizar e deixar claro as políticas para todos os colaboradores. Fique atento ao fluxo de caixa, férias e pagamentos tributários. São gastos extras que devem ser inclusos na etapa do planejamento financeiro.

Prepare os funcionários para ausência do integrante

Para evitar gastos extras e a contratação de colaboradores temporários basta delegar funções para os demais colaboradores. A dica é escolher um colaborador que tenha condições de assumir a responsabilidade e esteja de acordo com a proposta.

A experiência de troca de função é enriquecedora para o desenvolvimento profissional do funcionário. Mas para isso, é essencial capacitar e treinar as habilidades necessárias previamente, sobretudo quando não estiver acostumado com a função.

Colaboração de Nodari Consultoria Financeira, Estratégica e de Planejamento